Cerimonial

July 22, 2008 at 11:10 am (Uncategorized) (, , )

Numa visão mais larga, feita agora sob o ponto de vista etnológico, podemos classificar os artigos preciosos do Kula entre os diversos objetos “cerimoniais” que representam riqueza: enormes armas esculpidas e decoradas; implementos que representam riqueza: implementos de pedra; artigos para uso doméstico e industrial, ricamente ornamentados e incômodos demais para serem usados normalmente. Esses objetos todos são chamados “cerimoniais”, mas a palavra parece cobrir um grande número de significados e “incluir” muita coisa que não tem significado nenhum. Na verdade um objeto é freqüentemente designado como “cerimonial”, especialmente em exibições de museus, simplesmente porque seu uso e natureza são desconhecidos. Quanto às exposições nos museus de objetos da Nova Guiné, posso dizer que muitos dos chamados “objetos cerimoniais” não passam de objetos de uso comum, mas excessivamene elaborados; a preciosidade do material com que foram feitos e a quantidade de trabalho despendida em fabricá-los são os fatores que os transformaram em reservatórios de valor econômico condensado. Outros objetos há que são usados em ocasiões festivas, mas não têm qualquer função nos ritos e cerimônias, servindo tão somente como enfeites ou decoração; a eses podemos dar o nome de “objetos de parada”(cf. cap. VI, seção !). Há, finalmente, certos artigos que realmente são usados como instrumentos de rituais mágicos ou religiosos e pertencem ao conjuntode apetrechos intrínsecos a essas cerimônias. Esses são os únicos objetos a que poderíamos chamar claramente de “cerimoniais”. Durante os festejos So’i, que se realizam entre os massim do sul, as mulheres, carregando machados de lâminas polidas e cabos finalmente esculpidos, acompanham, com passos rítmicos, ao som dos tambores, a entrada dos porcos e das mudas de mangueira na aldeia. Como isso  faz parte da cerimônia e os machados são acessórios indispensáveis, seu uso nessa ocasião pode ser legitimamente chamado “cerimonial”. Nalguns rituais das ilhas Trobriand, o towosi (feiticeiro agrícola) tem de carregar sobre o ombro um machado, com o qual ele golpeia “ritualmente”as estruturas chamadas kamkokola.

Malinowski, Argonautas do pacífico Ocidental

Advertisements

Permalink 1 Comment